ACICE

Design sem nome - 2024-05-28T144601.214

Projeto DINAMIZAR

CONVITE

No âmbito da sua candidatura ao Programa Operacional Competitividade e Internacionalização, a ACICE vai implementar o Projeto Formação Ação POCI-03-3560-FSE-000577.

Para a sua execução, a ACICE pretende contratar Entidades com experiência em projetos de Formação-Ação.

O contrato não está sujeito ao regime de Contratação Pública, no entanto a ACICE adota as recomendações de boas práticas assegurando e evidenciando o cumprimento dos princípios gerais da contratação pública previstos no artigo 1.º-A do CCP, nomeadamente, os princípios da concorrência, da publicidade e da transparência e da igualdade de tratamento e da não-discriminação.

As Entidades que pretendam vir a executar o projeto devem apresentar uma Proposta pormenorizada quanto ao seu modo de execução, designadamente: a) no que respeita à qualificação e competências da equipa de consultores e formadores que vão intervencionar as empresas ao longo do projeto; b) aos métodos e processos organizacionais a desenvolver ao longo da sua execução; c) cronograma de concretização e ainda, d) quanto à metodologia de verificação e controlo das diversas fases de intervenção do Projeto DINAMIZAR.

A Proposta melhor relação qualidade/preço deve ser enviadas até ao dia 05 de fevereiro de 2020, de acordo com as condições especificas aprovadas para o PROJETO DINAMIZAR, abaixo descritas, e deverá ser enviada por correio eletrónico para geral@acice.pt.

 

Proposta Dinamizar ACICE_Condições Especificas

Proposta Dinamizar ACICE_ Critérios Avaliação

 

 

SÍNTESE DO PROJETO

O Projeto de Formação-Ação PME, designado por Projeto DINAMIZAR será implementado pela ACICE com a participação de 40 empresas dos setores de Comércio e Serviços.

Este projeto tem como objetivo geral reforçar a capacidade competitiva das empresas através da combinação de ações de consultoria formativa (on the job) para os responsáveis e dirigentes e ainda formação em sala para os responsáveis e para os colaboradores.

 

O projecto tem a sua intervenção direccionada para as seguintes áreas temáticas:

– Implementação de sistemas de gestão

– Economia digital

– Gestão da inovação


O projeto realiza-se em três fases:

  • Elaboração do Diagnóstico e do Plano de Ação
  • Execução do Plano de Ação
  • Avaliação de Desempenho no Projeto

 

1ª Fase: Elaboração do Diagnóstico e Plano de Ação

Na primeira fase, com intervenção do consultor responsável pela empresa, em que este, em permanente diálogo com os dirigentes e restantes colaboradores da empresa, elaborara um Diagnóstico. Este Diagnóstico utiliza a metodologia da Matriz SWOT, onde serão analisadas as potencialidades e debilidades da empresa, em cada área de atividade, sendo posteriormente relacionadas com as oportunidades existentes no meio envolvente, não deixando de evidenciar as ameaças existentes.

A Matriz SWOT tem como cenários cruzar os pontos fortes e fracos da empresa com as oportunidades e ameaças da respetiva envolvente externa.

Esta análise procura identificar com maior clareza e detalhe as principais condicionantes de cada um dos segmentos estratégicos da empresa.

Com base nos cenários evidenciados será elaborado um Plano de Ação, envolvendo quer aspetos estruturantes e organizacionais da empresa, quer necessidades em termos de recursos humanos (novos perfis e competências consideradas, eventualmente, necessárias e desenvolvimento de processos formativos envolvendo empresários e trabalhadores da empresa).

Este trabalho tem um número de horas e um período de realização ajustado à dimensão de cada empresa, e dispôs de 25 horas para a sua realização em cada PME.

Propõe-se um modelo de diagnóstico da realidade de uma micro, pequena ou média empresa, flexível e adaptável, dado que apresenta a enorme vantagem de facilitar a integração e ligação à realidade de cada empresa, evitando as abordagens excessivamente padronizadas que, embora contribuam para racionalizar recursos e formas de atuação, podem revelar-se pouco eficazes em ambientes plurais e diversificados.

A focalização assenta nas decisões e nas ações orientadas para a sustentabilidade da empresa a prazo através de ganhos em competitividade.

 

2ª Fase: Execução do Plano de Ação

A segunda fase contempla dois tipos de intervenção:

 

Consultoria Formativa

Incluiu toda a coordenação e acompanhamento da execução do Plano que foi direcionado, fundamentalmente, para as mudanças organizativas e de gestão, mas também para as alterações que podem vir a surgir ao nível do posicionamento face ao mercado ou dos conceitos utilizados.

Esta fase de consultoria formativa tem um número de horas e um período de realização ajustado à dimensão de cada empresa, e desenvolve-se entre as 60 e 70 horas para cada PME.

 

Formação

Prevista no Plano de Acção será dirigida, quer a empresários (com uma frequência mínima obrigatória) e para os colaboradores de acordo com a legislação desta tipologia de projeto.

 

3ª Fase: Avaliação de Desempenho

Na terceira fase de intervenção, cabe ao consultor, com a colaboração dos formadores envolvidos, produzir um relatório final de avaliação de desempenho a nível de cada empresa. Para a realização do relatório final está atribuída uma carga horária de 15 horas de trabalho.

 

 

OBJETIVOS

O Programa de Formação-Ação tem como objetivo intensificar a formação dos empresários e gestores para a reorganização e melhoria das capacidades de gestão, assim como dos trabalhadores das empresas, apoiada em temáticas associadas à inovação e mudança, através do:

  1. Aumento da qualificação específica dos trabalhadores em domínios relevantes para a estratégia de inovação, internacionalização e modernização das empresas;
  2. Aumento das capacidades de gestão das empresas para encetar processos de mudança e Inovação;
  3. Promoção de ações de dinamização e sensibilização para a mudança e intercâmbio de boas práticas.

RESULTADOS PREVISTOS NO PROJETO

ORÇAMENTO DE FORMAÇÃO E CONSULTORIA FORMATIVA